Empregos

Construção de cinco barragens vai gerar dezenas de empregos no ES

A construção das cinco barragens no interior do Espírito Santo, do edital de licitação lançado nesta terça-feira (6), vão gerar cerca de 250 empregos, segundo a Secretaria de Agricultura (Seag). As obras devem começar entre fevereiro e março de 2017.

O investimento do governo será de R$ 8,5 ,milhões. Duas barragens serão em Sooretama, duas em São Roque do Canaã e uma em Colatina.

Além disso, de acordo com a Seag, também foram assinados editais de contratação de projetos de barragens que vão beneficiar nove municípios.

Seis dessas cidades terão o projeto contratado em parceria da Seag e da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), cujo investimento será de mais de R$ 1 milhão e vai contemplar Alto Rio Novo, Barra de São Francisco, Domingos Martins, Ecoporanga, São Roque do Canaã e Vila Pavão.

Outros três projetos, que vão beneficiar as cidades de Aracruz, São Mateus e Pedro Canário/Pinheiros, serão contratados por meio de acordo de cooperação junto ao setor produtivo.

++ Participe do nosso grupo de trabalho

Os parceiros serão a Associação Movimento Empresarial Aracruz e Região (Amear), o Sindicato Patronal Rural de São Mateus e a Placas do Brasil S.A. Os atuais prefeitos e os prefeitos eleitos dos municípios que serão contemplados assinaram termo de cooperação técnica para a execução do projeto e da construção das barragens.

Seca

Com rios e nascentes secando, lavouras secas, e prejuízo na agricultura, o planejamento se torna a solução para resolver a crise hídrica.

Produtores rurais que sofreram com a seca histórica acreditam que as barragens irão ajudar caso o estado enfrenta um outro período longo de estiagem.

“Foi um prejuízo muito grande. Hoje com necessidade de irrigar as roças e as lavouras a gente precisa da construção de barragens”, disse o presidente do sindicato rural de São Mateus, Renilton Correia.

Início

As obras devem começar entre fevereiro e março de 2017. De acordo com o secretário de Agricultura, as barragens devem ficar prontas no prazo máximo de seis meses.

Otaciano Neto também anunciou a retomada da obra da barragem de Pinheiros, que ficou 12 anos parada.

“O nosso cronograma é para terminar em março. Era uma obra que ficou 12 anos parada, a cada momento que a gente anda na obra, a gente acaba descobrindo alguma coisa. Mas ela já está bem encaminhada para entregar até o início do ano que vem”, afirmou.

++ Veja mais vagas de emprego no setor

Além das novas barragens, o governo firmou um novo acordo para a elaboração de projetos para outros reservatórios no Espírito Santo. Seis projetos são em parceria com a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan).

Voltar ao Topo