Notícias

ConocoPhillips corta 450 empregos no Reino Unido

A ConocoPhillips, gigante norte-americana de petróleo e gás, decidiu tirar cerca de 450 posições de sua força de trabalho do Reino Unido até 2020. 

A BBC informou na quarta-feira que a ConocoPhillips tem 1.300 funcionários e prestadores de serviços em todo o Reino Unido, mais da metade dos quais em Aberdeen.

De acordo com a agência de notícias, a ConocoPhillips disse que era cedo demais para dizer quantos empregos seriam perdidos em Aberdeen ou em outro lugar.

A Offshore Energy Today entrou em contato com a ConocoPhillips buscando confirmação e mais detalhes sobre seu programa de redundância.

Um porta-voz da ConocoPhillips confirmou esses planos e disse que isso acontecerá entre outubro deste ano e abril de 2020.

“Isto está seguindo um programa de redundância voluntária que está sendo realizado devido à cessação da nossa produção do Sul do Mar do Norte (SNS) através do Terminal de Gás Theddlethorpe no final deste ano”, acrescentou o porta-voz.

No Reino Unido, ConocoPhillips é o operador, ou tem interesses em Britannia, Satélites Britannia, Judy / Joanne, Jade, Jasmim, CMS, Galeão, LOGGS, Unidade Saturno, V-Campos, Victor, Viking, Calder, Darwen, Crossens, Asland, Millom, Dalton, Clair e Nicol.

Em terra, a empresa tem participações no Terminal de Rios em Barrow-in-Furness, no Terminal de Petróleo de Teesside em Seal Sands, no Middlesbrough e no Terminal de Gás de Theddlethorpe em Mabelthorpe, em Lincolnshire.

Voltar ao Topo