Benefícios

Como saber se tenho direito ao Bolsa família?

O programa bolsa família é uma das principais políticas públicas em funcionamento na atualidade brasileira. Desde 2003 (ano de criação do programa) milhões de famílias são beneficiadas todo mês pelo auxílio. Por conseguinte, ajuda e muito essas pessoas a saírem da zona da extrema pobreza em direção a uma vida melhor.

A iniciativa visa a emancipação do povo em direção a uma vida com mais oportunidades de emprego, acesso à saúde, educação e lazer. Pessoas atendidas pelo programa podem também ir atrás de uma formação profissional. Por conseguinte, pode ser feito por meio de outros programas criados pelo governo, como, por exemplo, o ProUni

O programa é uma política pública criada com a finalidade de auxiliar as famílias brasileiras que se encontram em situação de excessiva pobreza, chegando à condição de miséria.

O programa está previsto na lei federal nº 10.836, de 9 de janeiro de 2004. E é regulamentado pelo Decreto nº 5.209, de 17 de setembro de 2004.

Dessa maneira, muitas das famílias brasileiras usufruem do programa e passam a ter mais fácil acesso à educação, saúde, lazer entre outras oportunidades. Posto que, cada grupo amparado pela iniciativa recebe um valor X todo mês em sua conta. Ademais, esse valor é direcionado à essas pessoas após ter sido feita a validação dos dados passados.

O que preciso para receber o Bolsa família?

Sempre que uma família faz o requerimento ao benefício, alguns fatores devem ser analisados. Para cada família atendida pelo programa, há uma forma de avaliação diferente que dirá qual o valor que será direcionado aos beneficiários. Por fim, dentre as categorias divergentes temos:

Básico – O auxílio básico é destinado às famílias que se encontram em condição de excessiva pobreza. O valor direcionado é de 89,00 reais por família.

Variável – O auxílio variável contempla famílias que possuam entre seus membros: gestantes, mulheres que estejam amamentando ou que possuam crianças de até 15 anos de idade. Nesse caso o valor direcionado é de R$ 41,00 reais para cada pessoa da família, podendo acumular ao todo o valor de até 5 benefícios por pessoa.

Variável Jovem – O auxílio variável jovem é encaminhado para famílias que dispõem de pelo menos um membro adolescente, com idade entre 16 e 17 anos. O valor depositado para essa família é de R$ 48,00 reais, sendo possível também o acúmulo de até 2 benefícios por pessoa.

Superação de extrema pobreza – O auxílio de superação de extrema pobreza é direcionado única e exclusivamente às famílias que estejam em situação de pobreza excessiva. Nesse caso é analisado cada membro da família para que seja direcionado a ele um valor que seja suficiente para ajudar na hora de superar essa situação.

O objetivo é que as famílias, a partir desse amparo, consigam ter acesso a mais oportunidades de trabalho, auxiliando assim na sua emancipação. O valor médio encaminhado para essas pessoas é de 89,00 reais por membro do grupo familiar. Lembrando que a partir da análise feita pelo governo, o valor pode aumentar.

Como faço o requerimento ao benefício?

Para realizar o seu cadastro no programa é simples, basta comparecer à prefeitura ou ao CRAS da sua cidade com os seguintes documentos:

Certidão de nascimento;
RG e CPF;
Carteira de trabalho;
Título de eleitor;
Comprovante de residência;

Entretanto, para conseguir ser atendido pela iniciativa é importante estar inscrito no Cadastro Único. Caso não esteja, vá até a prefeitura de sua cidade com seus documentos pessoais para que seja realizada a inscrição.

Contudo, é preciso lembrar que o cadastro do seu benefício deve ser atualizado anualmente, correndo o risco da perda do auxílio. Para fazer a atualização anual você só precisa se deslocar novamente até o CRAS com os documentos citados acima.

Vale citar também que as famílias atendidas pelo Bolsa Família podem, em algum momento, deixar de se encaixar nos critérios. Isso não deve ser motivo de preocupação uma vez que o programa é temporário, lembre-se que outras famílias também precisam de ajuda.

Como faço para saber quando irei receber meu benefício?

Após já estar sendo beneficiado pelo Bolsa família, saber quando irá receber seu auxílio é fácil. O calendário do programa é disponibilizado já no início do ano e pode ser consultado de duas formas, presencial e online.

Na forma presencial, basta se dirigir até uma agência Caixa, casa lotérica ou demais locais de pagamento que o calendário estará em exibição para a consulta.

Caso haja dificuldade na localização do documento, você só precisa pedir ajuda a um dos atendes que estejam atuando no local e será direcionado ao calendário.

Agora, se você preferir consultar seu calendário pela internet, só precisa acessar o site www.caixa.gov.br e procurar a aba do programa.

Se por acaso você quiser facilitar ainda mais a consulta, podendo ter seu calendário na palma de suas mãos, é só baixar o aplicativo do Bolsa família e criar um login e senha.

Em caso de demais dúvidas, acesse: http://mds.gov.br/assuntos/bolsa-familia.

Voltar ao Topo