Empregos

Comerciantes da China Port Holdings vende ativos no Brasil para dois fundos estatais

Comerciantes da China A Port Holdings Co., Ltd. vendeu parte das ações do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), um dos maiores do Brasil, para dois fundos estatais chineses, incluindo um voltado para os mercados de países de língua portuguesa, o grupo disse em comunicado divulgado na sexta-feira.

O Fundo de Desenvolvimento de Cooperação China-Portugal (administrado pelo Fundo de Desenvolvimento China-África) e o Fundo de Cooperação China-ALC adquiriram 22,55% do capital social da TCP, durante uma cerimônia de transferência de ações que concluiu um processo iniciado no segundo metade de 2018.

A China Merchants Port Holdings Co., Ltd., em fevereiro de 2018, em Brasília, assinou contrato para a aquisição de 90% das ações da TCP, grupo que administra o terminal de contêineres de Paranaguá, no Paraná.

O terminal de contêineres de Paranaguá, um dos maiores do Brasil, possui uma capacidade de processamento anual de 1,5 milhão de TEU (unidades equivalentes a seis metros) e iniciou um projeto de expansão para processar 2,4 milhões de TEU por ano.

O anúncio não mencionou o valor pago pelos dois fundos para adquirir essa participação na TCP, mas o acordo inicial envolveu o pagamento pelo grupo chinês de 2,889 bilhões de reais (US $ 922 milhões, com base na taxa de câmbio da época).

O Fundo de Cooperação e Desenvolvimento para Países de Língua Portuguesa e Portuguesa, fundado em 2013 com ativos avaliados em US $ 1 bilhão, tem a missão de investir nos mercados desses países.

O Fundo China-América Latina, criado em 2014 durante uma visita do presidente chinês Xi Jinping ao Brasil, tem como principal acionista o Banco de Exportação e Importação da China, com 60%, enquanto os 40% restantes são detidos pela Administração Estatal de Relações Exteriores da China.

Voltar ao Topo