Economia

Colheita de milho no país chega ao fim; plantio de soja sobe

soja

A colheita da segunda safra de milho do Brasil está praticamente concluída, com 99,8pc da safra colhida até 2 de outubro. Plantio de soja sobe.

A colheita da segunda safra de milho aumentou em 0,4 ponto percentual em relação à semana anterior, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A safra está 0,1 ponto percentual atrás dos níveis do ano anterior.

A Conab monitora a colheita nos nove maiores estados produtores, que origina por 92pc da área cultivada em todo o país para uma segunda safra de milho: Goiás, Piauí, Tocantins, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Paraná.

O único estado que ainda não fechou a colheita é São Paulo, com 96pc da colheita concluída. Segundo a Conab, apenas 0,2pc da safra nacional está na fase de maturação.

Para a safra de soja 2021-22, a Conab informou que o plantio atingiu 3,9pc, alta de 1pc em relação à semana anterior e 2,7 pontos percentuais à frente do progresso do ano passado.

Um Conab monitora a colheita nos 12 maiores estados produtores de soja, que corresponde a 97pc da área cultivada em todo o país: Tocantins, Maranhão, Piauí, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná , Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Seis esses estados ainda não incluídos, iniciados no plantio de soja até 2 de outubro. O ritmo mais avançado é em São Paulo, com 10pc da área estimada já plantada.

A colheita de trigo atingiu 22,6pc, contra 38,2pc na mesma semana em 2020. A conclusão da colheita de trigo aumentou em 12,1 pontos percentuais em relação à semana anterior.

A Conab monitora os sete principais estados produtores de trigo: Goiás, Minas Gerais, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e São Paulo. Eles correspondem a 98,5pc da área cultivada no Brasil.

Voltar ao Topo