Energia

China vê ZPE como diferencial do CE para investimento

Ontem, o secretário de Assuntos Internacionais do Ceará, Antonio Balhmann, e o vice-governador de Fujian, Huang Qiyu, assinaram um protocolo de cooperação
A diretoria executiva da Companhia Administradora da Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE Ceará) iniciou ontem (8) sua participação na Feira Internacional de Investimento e Comércio da China (Cifit). O evento será realizado até o domingo (11), na cidade de Xiamen, localizada na província de Fujian. Na última quarta-feira (7), os governos do Ceará e da província chinesa assinaram um protocolo para criar a Comissão Mista de Cooperação e Desenvolvimento entre o Estado do Ceará e a Província de Fujian.

Além de participar da Cifit, a comitiva, que conta com o secretário de Assuntos Internacionais do Governo do Ceará, Antonio Balhmann, e com o diretor presidente da ZPE Ceará, Mário Lima Júnior, irá visitar duas zonas de livre comércio em Fujian, uma em Xiamen e outra em Fuzhou. A comitiva busca estreitar os laços comerciais com a província chinesa e atrair investimentos para a ZPE em setores como turismo, educação e comercial.

Segundo o vice-governador de Fujian, Huang Qiyu, o governo chinês acredita no potencial do Ceará, principalmente por ser o único Estado brasileiro com uma zona de processamento de exportação em plena operação. “Em 2001, o Estado do Ceará e a Província de Fujian assinaram um acordo de relacionamento amigável. Com esse novo acordo de cooperação, esperamos que as empresas brasileiras, principalmente as cearenses, invistam em Fujian e vice-versa”, disse.

Para Balhmann, a existência do acordo garante às empresas cearenses instaladas na ZPE Ceará ou fora dela condições especiais para operacionalizar e ampliar os seus negócios na China, já que Fujian é uma das províncias chinesas com mais experiência em zona de livre comércio.

Prospecção

Segundo Antonio Balhmann, o acordo também deve atrair investidores brasileiros para a ZPE. “Já conversamos com empresários de determinados setores no Brasil e eles vão para dentro da ZPE Ceará para dinamizar suas atividades. São empresas que já exportam para a China e que agora poderão ampliar seus negócios por meio deste acordo com Fujian”.

Após a Cifit, Balhmann ainda se reunirá com representantes do setor de petróleo e gás da Coreia do Sul, segundo informou a assessoria.

Composição

A comissão de cooperação terá como membros o Escritório dos Assuntos Externos e os Departamentos de Educação, Comércio e o de Administração de Turismo de Fujian. E pelo Ceará, participarão a Assessoria de Assuntos Internacionais e as Secretarias do Desenvolvimento Econômico, de Educação e do Turismo. A Comissão se reunirá a cada dois anos de forma rotativa, uma vez na Província de Fujian e outra no Estado do Ceará.

 

Fone: Diário do Nordeste (CE)

Voltar ao Topo