Offshore

CGG faz torneiras da Cagarra para a fase dois do levantamento da nebulosa no Brasil

A Shearwater GeoServices garantiu uma extensão do contrato de cinco meses para a pesquisa multicliente da Nebulosa do Brasil da CGG.

A primeira fase do Nebula 3D está quase concluída e a aquisição começará em breve na fase dois.

“A extensão oferece um acréscimo sólido à nossa carteira firme para o inverno do norte e temporada de verão austral”, disse Irene Waage Basili , CEO da Shearwater GeoServices.

Este período de extensão começa no final do quarto trimestre, realizado pelo navio sísmico Oceanic Sirius.

Especificamente, o Nebula 3D é um grande levantamento BroadSeis de longo deslocamento nas Bacias de Campos e Santos na costa do Brasil.

A Fase I cobre aproximadamente 17.700 quilômetros quadrados no lado sudeste da área de pesquisa, fornecendo cobertura de dados 3D onde atualmente nenhum outro dado 3D existe.

A Fase II cobre aproximadamente 10.000 quilômetros quadrados no lado norte da área de pesquisa com conjuntos de dados de banda larga subjacentes que fornecerão dados para imagens de azimute duplo.

Os dados de azimute duplo da Nebulosa Fase II também devem iluminar melhor os eventos do pré-sal e abordar os desafios significativos apresentados pelas espessas camadas vulcânicas nesta parte da pesquisa.

Os resultados rápidos devem estar prontos no quarto trimestre de 2021 e os produtos finais no primeiro trimestre de 2022.

Sophie Zurquiyah , CEO CGG, também disse:

“O Pré-Sal brasileiro é a maior descoberta mundial de petróleo das últimas décadas e a mais importante exploração exploratória do mundo. Esta adição à nossa já muito grande biblioteca multi-cliente 3D nas bacias de Santos e Campos reforça nosso compromisso em oferecer ao setor conjuntos de dados ultramodernos para apoiar a exploração e o desenvolvimento otimizados de toda a área do pré-sal ”.

Voltar ao Topo