Energia

CEO espera que a potência do Brasil mantenha a Eletrobras privatizada no próximo ano

O CEO da holding estatal brasileira Centrais Eletricas Brasileiras SA espera que o governo privatize a empresa através de uma oferta de ações após fevereiro do próximo ano.

Em teleconferências com analistas e repórteres, Wilson Ferreira Jr. disse que a decisão sobre a privatização será tomada neste ano, e ele não espera que o governo exija uma “golden share” na companhia após sua privatização, já que a indústria de energia está fortemente regulamentada no Brasil.

Ferreira também disse que espera vender todas as participações em parques eólicos e empresas de transmissão que a Eletrobras colocou no bloco até novembro.

Voltar ao Topo