Últimas Notícias

Briga legal com a Anglo American esquenta no Brasil

Na semana passada, comunidades afetadas pela mina de minério de ferro Minas Rio da Anglo American bloquearam estradas em protesto contra a retirada da empresa de financiamento de consultoria técnica independente.

A Anglo American foi obrigada a constituir uma equipe de Consultoria Técnica Independente (Assessoria Técnica Independente, ATI) no processo de licenciamento ambiental do Minas-Rio para o projeto de minério de ferro de Conceição do Mato Dentro (CMD), no estado de Minas Gerais.

O engenheiro agrônomo Professor Luiz Fontes, Coordenador Geral da ATI, tem escrito à empresa reclamando que a Anglo American tem tentado, de forma consistente e sistemática, desclassificá-la. Ele diz que a empresa vem indo contra a sua própria “missão” e os “princípios” do “Anglo Social Way” e contradizendo a imagem veiculada em suas ações de marketing e relações públicas.

O professor Fontes prossegue, “Para culminar o desprezo e falta de compromisso do Anglo com as pessoas afetadas pelas suas atividades mineiras, a Anglo American moveu, em 25/08/2020, uma ação contra as vítimas do CMD que fizeram um protesto pacífico e ordeiro. É a maior contradição: processar as partes impactadas por exercerem seu direito de liberdade de expressão e protesto. A Anglo American, no mesmo dia, ajuizou ação em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, contra a Fundação Israel Pinheiro (FIP), contra o Ministério Público de Minas Gerais (MP) e contra o NACAB, ONG responsável pela ATI em CMD … Tudo isso, na tentativa de intimidar e impedir que os afetados tenham acesso aos serviços de Consultoria Técnica Independente. ”

Ele conclama a Anglo American a praticar sua própria “Visão” expressa no “Modo Social da Anglo …”:

“A Visão Social da Anglo American é fazer uma contribuição positiva duradoura para as comunidades associadas às nossas operações e ser um parceiro preferencial para governos e comunidades anfitriãs, bem como um empregador de escolha. Acreditamos que a gestão eficaz das questões sociais é um elemento necessário para uma boa gestão operacional geral e uma fonte de vantagem competitiva. A má gestão das questões sociais é inconsistente com os valores da Anglo American e com nossos interesses comerciais de longo prazo (…) ”

Ele pergunta: “Qual é o verdadeiro Anglo American? A imagem comercializada que mostra para a mídia? Ou aquele que tem atuado contra as comunidades impactadas no CMD e arredores? ”

A ATI emitiu a seguinte ‘Nota de Esclarecimento’ em idioma inglês.

A Coordenação da Assessoria Técnica Independente – ATI (Assessoria Técnica Independente) eleita pelas Comunidades do Sapo, Beco, Cabeceira do Turco e Turco, na região de Conceição do Mato Dentro (CMD) – MG, Brasil,
afetada pelos impactos das atividades de mineração da Anglo American, tornamos públicos seus esclarecimentos a respeito do recentemente divulgado nas redes sociais.

A ATI é uma iniciativa social progressista pioneira e ousada, para a qual a sociedade brasileira não deve admitir retrocessos. A ATI representa uma tentativa de encontrar o equilíbrio de forças entre o empresário, que muitas vezes são empresas multimilionárias que possuem um aparato de especialização técnica à sua disposição contando com equipes jurídicas, de engenharia, comunicação e etc., e as pessoas e comunidades impactadas, em sua maioria dos tempos isolados em suas lutas contra a violação de seus direitos. O serviço de Assessoria Técnica Independente aos impactados no CMD e entorno foi imposto à Anglo American pelo Condicionante 39 (Condicionante 39) do Projeto de Licenciamento Ambiental para Mineração de Ferro na Serra da Ferrugem, iniciativa pioneira e inédita no país.

Durante os 15 meses de trabalho, a ATI 39 apresentou 15 Relatórios Mensais de Atividades; 05 Relatórios Trimestrais de Atividades; 02 Relatórios Bianuais de Atividades (Finais) e 15 Relatórios Mensais de Prestação de Contas. Além disso, a ATI entregou dezenas de estudos, laudos periciais, peças técnicas e assim por diante. Houve centenas de demandas das partes impactadas e dezenas de cartas oficiais enviadas à Anglo American, muitas das quais foram seguidas por nenhuma ou respostas muito evasivas.

Esse intenso trabalho da ATI 39 foi acompanhado de perto pela Fundação Israel Pinheiro (FIP), gerente independente; pela R&R Auditoria, auditoria externa independente e pelo Ministério Público (MP). Todas essas instituições aprovaram, validaram e atestaram como cumpridas todas as exigências contratuais de responsabilidade da ATI. Porém, o mais importante, todos os trabalhos realizados foram auditados e aprovados pelas partes que mais importam em todo o processo: AS PARTES IMPACTADAS!

Em 25/08/2929, um dia após o bem organizado e pacífico protesto das partes impactadas no CMD que se reuniu com um grande aparato da força policial (que pode atestar o comportamento impecável dos manifestantes), a Anglo American (após tendo se recusado a se reunir com as partes impactadas no Município de CMD), ajuizou ação no Município de CMD contra 5 dos (indivíduos impactados) manifestantes, além de ter ameaçado muitos outros.

No mesmo dia (25/08/2020, a Anglo American ajuizou em Belo Horizonte, uma ação contra a Fundação Israel Pinheiro, SEMAD e NACAB, a cargo da ATI.

Apesar da aprovação das partes impactadas, FIP, MP e R&R Auditoria de todos os trabalhos realizados pela ATI 39, a Anglo American não admite que as partes impactadas recebam assessoria independente de alta qualidade.

A Anglo American, ao contrário de seu discurso e de seus regulamentos internacionais de compliance, não respeita os direitos das partes afetadas. A organização não está cumprindo o Condicionante 39, visto que 9 das 13 comunidades impactadas da área do CMD não recebem assessoria técnica independente há mais de 2 anos, desde a imposição da referida condicionante legal.

A verdade tem que prevalecer. Para tanto, surge um desafio: consultar as partes impactadas das 13 comunidades sobre o comportamento da Anglo American e o desempenho da ATI. Percorrer as três comunidades que vivem abaixo das barragens de rejeitos da Anglo American, alvo certo dos resíduos tóxicos em caso de ruptura e que AINDA não têm garantido o direito a um serviço de Consultoria Técnica Independente. A análise dos fatos e os depoimentos das partes que sofrem os impactos dirão quem são os vilões e os bons nessa triste história: os impactados ou a Anglo American…

Coordenação ATI 39, 28/08/2020.

Voltar ao Topo