Energia

Braskem vê crescimento da produção de energia no Brasil

A produção de petróleo e gás no Brasil deve continuar subindo, afirmou um executivo da Braskem nesta segunda-feira, uma tendência que pode aumentar a oferta de insumos petroquímicos.

Os crackers da Braskem usam gás e nafta como matéria-prima, alguns dos quais são importados. O aumento da produção de energia poderia fornecer a esses crackers um suprimento crescente de matérias-primas domésticas.

A estatal de energia Petrobras e outras empresas estão investindo no Brasil, disse Edison Terra, vice-presidente da unidade de negócios de poliolefinas, renováveis ​​e Europa da Braskem. Ele fez seus comentários à margem da feira de plásticos Feiplastic.

Ele destacou a atividade ao largo das costas dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Se o Brasil puder aumentar a produção de petróleo e gás e construir a infraestrutura necessária para extrair a nafta do petróleo e do etano do gás, ela poderá fornecer à Braskem matéria-prima para nova capacidade.

Um possível projeto  é a quase duplicação da capacidade do cracker de Duque de Caxias, no estado do Rio de Janeiro.

Se a produção de energia aumentar no Brasil e se o país desenvolver a infraestrutura necessária para processar a matéria-prima e entregá-la à Braskem, então a empresa poderá negociar acordos para fornecer o insumo com matéria-prima.

Voltar ao Topo