Óleo e Gás

Braskem vai investir centenas de milhões de reais em parada de manutenção no Polo de Camaçari

Braskem vai investir centenas de milhões de reais em parada de manutenção no Polo de Camaçari

A petroquímica Braskem, principal empresa do complexo petroquímico no Polo Industrial de Camaçari, vai investir “algumas centenas de milhões de reais” em uma parada de manutenção programada na unidade da Bahia, no próximo mês de outubro.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira (18) pelo presidente da empresa, Carlos Fadigas, durante a apresentação dos resultados da empresa em 2015, em São Paulo, e os planos de investimentos para este ano. O valor exato da parada de manutenção é tratado como segredo industrial, mas, segundo Fadigas, é  uma “cifra relevante”.

A aplicação é parte de um plano global de investimentos de R$ 3,6 bilhões, um aumento de 54% em relação a 2015. A parada vai acontecer em uma das duas centrais petroquímicas que a Braskem opera no polo, construída em 1990. A outra unidade é de 1978. Essas interrupções programadas em unidades petroquímicas acontecem a cada seis anos e são importantes para garantir o bom funcionamento das plantas industriais.

“São equipamentos que rodam 24 horas por dia durante seis anos. É claro que nessas paradas se aproveita também para fazer algumas alterações, na área de automação, por exemplo”, destacou.

Entre os investimentos planejados pela empresa para 2016 estão previstos R$ 1,3 bilhão no México. O que ainda não tem previsão para acontecer é a retomada do projeto de US$ 200 milhões em parceria com a alemã Styrolution, da qual a Braskem é sócia, na implantação de uma fábrica de ABS, matéria-prima para as indústrias de automóveis e de linha branca.

“Há conversas com as empresas (Styrolution, na Bahia, e Synthos, no Rio Grande do Sul), mas o momento da economia não ajuda”, disse o presidente da Braskem. Em relação ao balanço de 2015, a Braskem tem  muito a comemorar. A empresa atingiu um resultado de R$ 9,37 bilhões de Ebitda (lucro antes do pagamento de impostos e juros), 63% maior que o alcançado em 2015.

Ou, ainda, um lucro líquido de R$ 2,89 bilhões. Além disso, saíram da pauta de preocupações da empresa questões que chegaram a colocar em risco a continuidade de unidades operacionais, como a renovação de contratos de fornecimento de energia, junto à Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), e de nafta, junto à Petrobras.

Para saber de outras vagas no setor acesse o link VAGAS NA INDÚSTRIA. Solicite sua participação no grupo TRABALHO PESADO e fique por dentro das vagas exclusivas.

Voltar ao Topo