Offshore

Brasil tem potencial de geração eólica offshore de 700 GW

O potencial eólico offshore do Brasil em profundidades de até 50 metros é de 700 GW, de acordo com um estudo da empresa de pesquisa estatal EPE.

O Roteiro Eolica Offshore Brasil diz que muitas mudanças precisarão ser feitas nos primeiros passos no exterior, pois o Brasil tem experiência principalmente em projetos onshore.

A necessidade de adaptar certos procedimentos atuais de licenciamento ambiental e a falta de embarcações adequadas para o transporte, instalação e manutenção de turbinas eólicas offshore são alguns dos desafios listados no roteiro.

Atualmente, o Brasil possui seis parques eólicos offshore em fase de licenciamento com capacidade combinada de 9.715 MW – Caucaia Parazinho (310 MW), Asa Branca I (400 MW), Planta Piloto (5 MW), Jangada (3.000 MW), Maravilha (3.000 MW) e Águas Claras (3.000 MW). Os três últimos são de propriedade da Neoenergia SA (BVMF: NEOE3).

Em todo o mundo, os parques offshore têm uma capacidade instalada de 23,1 GW, com o Reino Unido, China e Alemanha representando mais de 90% do total, disse a EPE citando dados do Relatório Global de Ventos do Global Wind Energy Council (GWEC).

Voltar ao Topo