Offshore

Brasil: Statoil estende o acordo de gerenciamento de perfuração com Archer

A empresa de serviços petrolíferos Archer recebeu uma extensão de três anos da Statoil para a prestação de serviços de gerenciamento de perfuração nas plataformas Peregrino A e B localizadas no Brasil.

Archer disse na sexta-feira que o contrato foi adjudicado pela entidade brasileira da empresa norueguesa, Statoil Brasil Oleo e Gas Ltda., E começaria em 1º de dezembro de 2017.

A empresa acrescentou que a extensão foi a segunda das duas opções incluídas no contrato original de quatro anos que começou em 2009. A extensão do contrato garante as operações contínuas da Archer para a Statoil no Brasil até 30 de novembro de 2020.

Kenny Dey , vice-presidente de perfuração da plataforma, disse: “Esta extensão de contrato de três anos ilustra o trabalho árduo e o compromisso de todos os nossos funcionários nos últimos oito anos, consistentemente entregando desempenho operacional excepcional e continuando a manter um local de trabalho seguro para todos aqueles envolvidos nas operações de Statoil Peregrino.

“Esperamos expandir nosso relacionamento com a Statoil no Brasil através da entrega de operações e serviços de manutenção no campo de Peregrino ao longo do prazo de três anos estendido”.

Peregrino

Peregrino é o maior campo de petróleo pesado operado pela Statoil fora da Noruega. Localizado a 85 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, na parte sudoeste da Bacia de Campos, o campo Peregrino está localizado no bloco BM-C-7 operado pela Statoil com uma participação de 60%, em parceria com a empresa chinesa Sinochem (40% de interesse).

A primeira fase do desenvolvimento inclui duas plataformas fixas e uma grande unidade flutuante de produção, armazenamento e descarga (FPSO). Um sistema de pipelines, risers e cabos conecta o FPSO e as duas plataformas de cabeça de poço.

O desenvolvimento de campo da Fase II do Peregrino irá adicionar uma terceira plataforma de cabeçalho, já que esta área não é acessível pelas duas plataformas existentes. Ele contém uma jaqueta de oito patas e uma plataforma de cabeça de poço com uma unidade de perfuração (WHP-C) amarrada ao FPSO existente.

No início deste ano, a Statoil adjudicou um contrato de aquisição e construção para a jaqueira Peregrino II para o contratado holandês, o Heerema Fabrication Group, enquanto a TechnipFMC recebeu um contrato de engenharia, aquisição, construção e instalação (EPCI) para o projeto Peregrino Phase II no final de setembro .

Voltar ao Topo