Notícias

Brasil registra recorde diário de mortes por COVID-19

O Brasil registrou um recorde de mortes diárias do COVID-19, com 2.286 mortos pelo vírus nas últimas 24 horas, segundo o Ministério da Saúde nesta quarta-feira.

Novas infecções por coronavírus somaram 79.876, elevando o total da pandemia de um ano para mais de 11,2 milhões, de acordo com o Ministério da Saúde.

O número total de mortes de 270.656 é o segundo maior depois dos Estados Unidos.

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) disse na quarta-feira que as taxas de infecção no Brasil são preocupantes, estimuladas por uma nova variante mais contagiosa conhecida como P1, e pediu medidas de saúde pública muito mais rígidas.

“Estamos preocupados com a situação no Brasil. Ele fornece um lembrete sóbrio da ameaça de ressurgimento: as áreas duramente atingidas pelo vírus no passado ainda são vulneráveis ​​à infecção hoje ”, disse a Diretora da OPAS, Carissa Etienne, em um briefing.

Com um ritmo lento de vacinação, o Brasil tem visto um aumento acentuado de casos e mortes.

O governo do estado de São Paulo confirmou em entrevista coletiva na quarta-feira uma reportagem da Reuters afirmando que a vacina COVID-19 desenvolvida pela chinesa Sinovac Biotech Ltd é eficaz contra a variante P1.

Na segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro, que minimizou a gravidade do novo coronavírus e questionou a “corrida” por vacinas, participou pessoalmente de uma videochamada com executivos da Pfizer, chegando a um acordo verbal para comprar sua vacina.

Voltar ao Topo