Energia

Brasil promete alcançar a neutralidade de carbono até 2060

O Brasil, que atualizou sua Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC), pretende atingir a neutralidade de carbono até 2060. A nova meta poderia ser antecipada se os países desenvolvidos transferissem US $ 10 bilhões / ano para projetos brasileiros a partir de 2021, por meio dos mecanismos do Artigo 6 do Acordo de Paris e do programa do governo federal de pagamento por serviços ambientais, Floresta +.

 Para alcançar a neutralidade de carbono, o país se comprometeu com o desmatamento ilegal zero até 2030 e com o reflorestamento de 12 milhões de hectares. Em seu NDC anterior (2016), o Brasil pretendia reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) em 37% até 2025, em comparação com os níveis de 2005, e atingir uma redução de 43% até 2030. O país também se comprometeu a fornecer 45% de sua energia fornecimento de energias renováveis ​​até 2030.

As emissões de CO 2 provenientes da combustão de combustíveis aumentaram fortemente entre 2009 e 2014 (cerca de 8% / ano), antes de diminuirem 15% entre 2014 e 2018, devido à redução do consumo de energia. Eles permaneceram estáveis ​​em 2019 em 414 milhões de toneladas.

Voltar ao Topo