Notícias

Bolsonaro pretende permitir que pessoas vacinadas não usem máscaras

bolsonaro

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse nesta quinta-feira que o ministro da Saúde prepara uma medida para deixar de exigir máscara de pessoas vacinadas contra o coronavírus ou já infectadas.

Bolsonaro, que se opôs aos bloqueios e ao distanciamento social, apesar de seu país ter o segundo surto de coronavírus mais letal do mundo, disse em um discurso que as quarentenas deveriam ser apenas para pessoas infectadas.

“Eles são úteis para as pessoas infectadas”, disse o presidente, acrescentando: “As quarentenas são para aqueles que estão infectados”.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou que Bolsonaro lhe pediu um estudo sobre o uso de máscaras no Brasil.

No entanto, o ministro testemunhou esta semana perante uma comissão investigativa do Senado que máscaras devem ser usadas para evitar transmissões. Ele também contradisse Bolsonaro sobre o uso de hidroxicloroquina, dizendo que não há evidências de que o antimalárico seja eficaz no tratamento de pacientes com COVID-19.

Em webcast semanal para seus apoiadores, Bolsonaro voltou a defender o uso da cloroquina, dizendo que tem ajudado a reduzir as mortes por COVID-19 no Brasil, mortes que, segundo ele, foram superestimadas com a inclusão de mortes por outras doenças. .

Mais de 480.000 brasileiros morreram de COVID-19, o segundo maior número de mortes depois dos Estados Unidos.

Apenas 23,6% da população brasileira recebeu a primeira dose e apenas 10,2% foram totalmente vacinados com as duas doses, segundo dados do Ministério da Saúde.

Voltar ao Topo