Notícias

Bolsonaro diz que vai esperar ‘um pouco mais’ para reconhecer vitória de Biden e acusa eleições americanas de fraude

 O presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro, disse no domingo que vai esperar “um pouco mais” para reconhecer o vencedor das eleições presidenciais dos EUA, sugerindo que havia evidências de fraude no processo.

Depois de votar nas eleições locais no Rio de Janeiro, Bolsonaro, disse ter ouvido que a votação dos EUA foi fraudada, mas não apresentou nenhuma evidência.

“Eu tenho fontes e eles disseram que houve muita fraude”, disse Bolsonaro sobre a eleição presidencial dos Estados Unidos. “Não sei se foi o suficiente para mudar o resultado”.

Bolsonaro também questionou a legitimidade do processo eleitoral brasileiro, condenando seu sistema de votação eletrônica e pedindo o retorno da votação no papel.

“Você precisa ter uma maneira mais confiável de votar e a contagem deve ser pública”, disse ele. “Você não pode ter meia dúzia de pessoas contando os votos em todo o país”, afirmou ele sobre os protocolos atualmente em vigor para a consolidação das cédulas.

Apesar de o democrata Joe Biden vencer a corrida presidencial dos Estados Unidos com 306 votos do Colégio Eleitoral contra 232 de Trump, Bolsonaro e o presidente mexicano Andres Manuel Lopez Obrador são dois raros chefes de estado que não reconheceram a vitória de Biden.

No domingo, as chances de Trump anular o resultado da eleição pareciam diminuir enquanto ele questionava se a Suprema Corte dos EUA algum dia ouviria um caso divulgando suas alegações não comprovadas de fraude eleitoral generalizada – á qual Bolsonaro concorda-, mesmo os republicanos americanos dizendo que a transição para a presidência de Biden parecia inevitável.

Voltar ao Topo