Benefícios

Bolsa Família: Confira a parceria pública-privada que promete benefício em dobro

O Manifesto Convergência Brasil, um grupo de empresários, elaborou um projeto de lei que destina 30% dos recursos das reformas administrativas e privatizações ao plano de renda básica, e possivelmente até à renda do cidadão, isso substituirá o atual Bolsa Família.

Entre os empreendedores desse grupo está Luiza Trajano, da revista Luiza, outros nomes são: Elvaristo do Amaral de Frederico Trajano, ex-chefe do setor financeiro, também da revista Luiza, Fabiko C. Barbosa, membro do Conselho de Administração da Fundação das Nações Unidas, SBPC (Presidente Honorária da Sociedade Brasileira) Helena Nader Scientific Progress), Presidente do Conselho de Administração do Banco do Brasil Hélio Magalhães e Helio Mattar, CEO do Instituto Akatu.

O projeto acredita que 30% da receita da privatização deve ir para um fundo coordenado por representantes da sociedade civil e do governo.

Portanto, a cada ano, 10% do patrimônio líquido do fundo e sua receita serão transferidos para o plano, que deve substituir o subsídio familiar de renda do cidadão.

Recomenda-se que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social seja responsável pela gestão do fundo.

Pelos cálculos propostos pelo Grupo do Empreendedor, no novo plano social, é possível arrecadar 240 bilhões de reais em dez anos, o que na verdade vai dobrar o orçamento atual do Bolsa Família.

Voltar ao Topo