Notícias

Banco do Brasil sofre saída de CFO, CCO, após chegada de novo CEO

O diretor financeiro e diretor corporativo do Banco do Brasil SA BBAS3.SA plano para deixar o banco estatal, disse a empresa em um depósito de títulos na terça-feira, o último movimento após a confirmação de um novo CEO no início deste mês.

No arquivamento, o Banco do Brasil informou que o CFO Carlos da Costa André está se aposentando e o CCO Mauro Ribeiro Neto está saindo por motivos pessoais.

José Ricardo Fagonde Forni, diretor de suprimentos, infraestrutura e ativos da empresa, foi nomeado como o novo CFO, e Ênio Mathias Ferreira, descrito como diretor de governo do banco, foi nomeado CCO, informou o Banco do Brasil.

Em março, o então chefe do Executivo André Brandão apresentou sua demissão após meses de pressão do presidente Jair Bolsonaro sobre planos de corte de custos.

Quatro conselheiros, dois dos quais mais tarde renunciaram, disseram publicamente que o substituto de Brandão, o chefe da unidade chamado Fausto Ribeiro, não estava pronto para o trabalho.

O drama no Banco do Brasil vem em meio a temores mais amplos de aumento da intervenção política nas empresas controladas pelo Estado brasileiro. Na segunda-feira, Roberto Castello Branco, então chefe executivo da petrolífera estatal Petroleo Brasileiro S.A. PETR4.SA, foi formalmente afastado em meio a disputas com Bolsonaro sobre os preços dos combustíveis.

Voltar ao Topo