Energia

Banco Brasileiro de Desenvolvimento aprova financiamento para complexo eólico de 319MW

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de R $ 1 bilhão (US $ 235 milhões) para a construção de seis parques eólicos e uma subestação associada da EDP Renewables no estado do Rio Grande do Norte.

Com uma capacidade instalada total de 319,2 MW, o projeto incluirá a instalação de 76 turbinas eólicas em seis instalações eólicas. Após a conclusão, o projeto deverá gerar energia limpa suficiente para abastecer 800 residências na região.

O financiamento do BNDES fornecido cobrirá aproximadamente 70% do investimento total necessário para o projeto.

Os parques eólicos serão construídos em três municípios, incluindo Jandaíra, Lajes e Pedro Avelino, com as obras programadas para começar em janeiro do próximo ano.

Durante a fase de construção, o projeto deverá criar aproximadamente 700 oportunidades de emprego diretas e indiretas na região.

Após a conclusão, cada instalação eólica operará como uma empresa de propósito específico (SPE) e será gerenciada pela MV Holdings, empresa controlada pela EDP Renováveis ​​Brasil (EDPR BR), que faz parte do grupo EDP Renewables.

Além de reduzir as emissões de gases de efeito estufa da rede elétrica brasileira, as novas instalações eólicas deverão aumentar a capacidade de geração de energia do país com recursos limpos e renováveis.

Espera-se que o projeto fortaleça a cadeia de suprimentos no setor de turbinas eólicas no país.

Em janeiro de 2017, a Enel assinou um contrato de empréstimo de R $ 373 milhões (US $ 115 milhões) com o BNDES para cobrir uma parte do investimento necessário para desenvolver o cluster hidrelétrico de 102 MW Apiacas no Brasil.

O cluster incluiu as usinas de 45MW Salto Apiacás, 30MW Cabeça de Boi e 27MW Fazenda, localizadas no estado de Mato Grosso, na região Centro-Oeste do Brasil.

Voltar ao Topo