Bancos

Auxílio Emergencial: Mercado Pago cobra taxa de transferência, Veja mais;

Auxílio

Como opção para receber assistência de emergência e FGTS de emergência, o Mercado Pago começou a cobrar uma taxa ao transferir valores de benefícios por meio de cartão de débito.

Essa taxa não se aplica a transferências bancárias, mas, mesmo assim, não é bem aceita pelos usuários da Internet, a tarifa que é de 0,8%.

Segundo a empresa, a taxa é usada para “pagar parte da taxa de transação do cartão de débito”, o Mercado Pago também disse que o uso do boleto para transferências não cobrará nenhuma taxa, que pode levar até dois dias úteis para ser depositado na conta, e as transferências podem ser feitas quase instantaneamente através do cartão.

A empresa enfatizou que, além das outras vantagens já disponíveis na conta virtual, os usuários também podem obter um desconto de até 10 reais no pagamento de contas e recarga de crédito.

Outros benefícios incluem, por exemplo, receita de saldos de contas (100% do CDI), descontos exclusivos em lojas parceiras, até 25 transferências gratuitas (TEDs) para contas de outras instituições financeiras e o uso de códigos QR, nas caixas do Banco24Horas, Retirada e assim por diante.

O início da coleta causou algumas reclamações dos usuários das redes sociais, que têm o direito de imprimir uma taxa de 4,80 rúpias ao transferir 600 rúpias para assistência de emergência.

O benefício duplo pago a uma mãe solteira for de R $ 1.200, o custo será de R $ 9,60, para saques emergenciais do FGTS, o máximo é de R $ 1.045 e a taxa pode chegar a R $ 8,36.

Voltar ao Topo