Benefícios

Auxilio Brasil: governo avalia aumento do valor, 4 meses antes das eleições

O núcleo do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) quer quebrar o teto de gastos para aumentar o valor do Auxílio Brasil  4 meses antes das eleições. A ideia é tentar conquistar o eleitorado mais pobre nestes pouco mais de 100 dias para o fim da corrida presidencial. A informação é do colunista Lauro Jardim.

A equipe considera pagar R$ 600, em vez dos R$ 400 pagos hoje. O ministro da Economia, Paulo Guedes, resiste.

Atualmente, 17,5 milhões de famílias são atendidas pelo programa. No início do ano, foram incluídos 3 milhões.

O benefício voltou a ser pago nesta sexta-feira (17) aos beneficiários com Número de Cadastro Social (NIS) que termina em 8. As datas seguem o modelo do Bolsa Família, que é pago nos últimos dez dias úteis do mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, utilizado para monitorar as contas de poupança digital do banco.

Voltar ao Topo