Últimas Notícias

Depois da morte no Carrefour, Bolsonaro diz ser daltônico: “todos tem a mesma cor”

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro, no dia da Consciência Negra depreciou o racismo no Brasil, na noite de ontem o presidente publicou um grande texto em suas redes sociais, no texto Bolsonaro se declarou “daltônico” e acabou afirmando que “todos tem a mesma cor”.

Na postagem, o presidente ignorou a morte de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, um homem negro morto por dois seguranças brancos em um supermercado do Carrefour, em Porto Alegre (RS) e também não fez nenhuma citação ao dia da Consciência Negra.

Trechos do texto publicado por Bolsonaro

Bolsonaro escreveu que, “Não adianta dividir o sofrimento do povo brasileiro em grupos. Problemas como o da violência são vivenciados por todos, de todas as formas, seja um pai ou uma mãe que perde o filho, seja um caso de violência doméstica, seja um morador de uma área dominada pelo crime organizado”.

“Não nos deixemos ser manipulados por grupos políticos. Como homem e como Presidente, sou daltônico: todos têm a mesma cor. Não existe uma cor de pele melhor do que as outras. Existem homens bons e homens maus. São nossas escolhas e valores que fazem a diferença”, completou o presidente.

Declaração do vice-presidente

Ainda mais cedo o vice-presidente, Hamilton Mourão havia declarado que “não existe racismo no Brasil” entretanto Mourão lamentou a morte de João Alberto.

Fonte: Uol

Voltar ao Topo