Economia

Acordo entre Brasil e Índia pode aumentar exportação de US$ 21 bilhões

A perspectiva comercial entre Brasil e Índia vem se intensificando desde 2004 e um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPA) indicou que as exportações brasileiras aumentariam em US$ 21 bilhões como resultado de um acordo entre os dois países. Nesse cenário, o secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz, destacou a relevância estratégica da Índia como parceira comercial no cenário global.

“A convergência comercial entre os dois países trará ao Brasil mais concorrência e participação na economia global. Esse é um passo importante e beneficia diretamente os dois países”, avaliou.

Segundo o estudo, a redução das barreiras tarifárias entre os países deve beneficiar o volume de exportações do Brasil, principalmente em áreas como petróleo e gás, açúcar, derivados minerais como ferro e aço, além do setor químico. “Atualmente, a Índia é um parceiro comercial estratégico na agenda de comércio exterior do Brasil. Além de contribuir para o crescimento do PIB, as projeções apontam para um forte ganho nos indicadores de bem-estar social para as populações dos dois países”, disse o coordenador do estudo em Relações Econômicas Internacionais da Fernando Ribeiro.

“As relações comerciais entre a Índia e o Mercosul são bastante limitadas em número de regiões e produtos, além de proporcionar uma pequena margem de lucro. Esses pontos ainda precisam ser debatidos antes da proposta avançar”, diz o intercâmbio em Ipia E é considerado o coordenador de cooperação internacional, Renato Bauman, que também iniciou hoje uma publicação inicial com outros pesquisadores do instituto, intitulado ‘Brasil e Índia: relações peculiares com grande potencial’.

Voltar ao Topo