Energia

Abradee discute medida de interrupção da conta de energia devido à covid-19

Uma nota da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) foi divulgada nesta quinta-feira (19), que questiona uma possível interrupção na coleta pelo serviço de eletricidade. A medida foi dada como uma idéia em alguns estados para enfrentar a tribulação criada pela pandemia do novo coronavírus no país .

Segundo Abradee, a interrupção da coleta só poderia ser realizada após discussão com todos os integrantes do grupo de fornecimento de energia, em conjunto com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), tendo em vista o perigo de causar inadimplência generalizada na região. setor.

Consequentemente, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, já havia falado sobre a medida para interromper a cobrança de energia em uma entrevista ao Jornal O Globo, além de ser objeto de um projeto de lei na Bahia. Segundo Witzel, a eletricidade faz parte dos serviços básicos, como gás, água e telefone.

Além disso, a Associação Brasileira de Distribuidores de Eletricidade, que representa 41 distribuidoras no país, deixa muito claro que os distribuidores de energia estão muito comprometidos em preservar o suprimento de toda a população durante esse período caótico e que a situação exige unidade entre a sociedade e instituições.

Portanto, de acordo com a entidade, para que as medidas tenham bons resultados, é essencial que haja estabilidade nos setores econômico e financeiro e que, portanto, nada possa ser alterado. a ideia de suspensão do pagamento da energia não pode ser aprovada.

Ainda de acordo com a Associação, quando os consumidores pagam suas contas, remuneram a distribuidora, garantindo a continuidade da transmissão e geração de energia, mantendo uma união entre consumidores e instituições.

Além disso, o pagamento da fatura também é de suma importância para a arrecadação do estado e da União, que precisa dessa emenda, cobrada em taxas, para manter os gastos em vários setores, incluindo a Cheers .

Por fim, na quinta-feira passada, foi aprovada uma lei que impede cortes na prestação de serviços fundamentais devido à falta de pagamento das contas, mesmo que o pagamento não seja feito, os encargos serão acumulados no futuro.

Mais de 300.000 testes positivos para coronavírus

De acordo com uma pesquisa realizada nesta tarde de domingo (22), aproximadamente 14,3 mil pacientes infectados com o novo coronavírus morreram em todo o mundo e já representam mais de 329 mil pessoas infectadas pelo covid-19.

A maioria dos mortos é da Itália, com 5.400 atualmente, cobrindo um recorde de 651 mortes até o início da tarde deste domingo. O país já registrou mais de 59.100 casos confirmados de covid-19, perdendo para a China, que até agora apresentou mais de 81.000 casos confirmados.

Voltar ao Topo