Economia

A família que recebia R$ 1.800 vai receber quanto no Auxílio emergencial?

Contudo, nos últimos meses, algumas medidas alteraram as normas de recebimento do benefício. A principal delas é fato de que o auxílio foi prolongado por mais 4 meses. Além do valor, que diminuiu praticamente pela metade.

Nesses novos moldes, brasileiros que recebiam R$600 de auxílio, vão passar a receber R$300, as mães de família, que eram beneficiadas com R$1.200, passarão a receber R$600.

Em famílias que podiam ser beneficiadas com até R$1.800, onde a mãe seria responsável pelo lar, recebendo duas cotas. Além disso, caso houvesse mais um trabalhador informal na casa, também passarão a receber as últimas parcelas no valor de R$600.

A medida preocupa os beneficiários. Ainda mais levando em conta que os itens de cesta básica tiveram um grande aumento nos últimos dias. Além disso, alguns cidadãos que foram beneficiados com as primeiras parcelas do auxílio emergencial podem deixar de receber o benefício.

Isso porque foram determinadas novas regras para determinar quem é apto ou não de receber o benefício.

Quem não tem mais direito ao auxílio emergencial?

A nova Medida Provisória estabelece que não podem mais receber o benefício quem:

Conseguiu emprego formal após o recebimento do Auxílio Emergencial
Recebeu benefício previdenciário, seguro-desemprego ou programa de transferência de renda federal após o recebimento de Auxílio Emergencial (exceto Bolsa Família)
Tem renda mensal acima de meio salário mínimo por pessoa e renda familiar mensal total acima de três salários mínimos
Mora no exterior
Recebeu em 2019 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70
Tinha em 31 de dezembro de 2019 a posse ou a propriedades de bens ou direitos no valor total superior a R$ 300 mil reais
No ano de 2019 recebeu rendimentos isentos não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte cuja soma seja superior a R$ 40 mil
Tenha sido declarado como dependente no Imposto de Renda de alguém que se enquadre nas hipóteses dos itens 5, 6 ou 7 acima
Esteja preso em regime fechado
Tenha menos de 18 anos, exceto em caso de mães adolescentes
Possua indicativo de óbito nas bases de dados do governo federal

Como receber as parcelas extra do auxílio emergencial?

Aqueles que já recebem o auxílio emergencial não precisarão fazer uma solicitação extra para receber as demais parcelas do benefício. Pois elas serão pagas independentemente, exceto que o beneficiário não cumpra mais todos os requisitos.

Não há previsão para reabertura de novas inscrições. Ou seja, cidadãos que não fizeram a solicitação no período estipulado não têm direito a receber o auxílio.

Aos demais, o pagamento segue as normas do novo pagamento:

Quem recebia R$600 passa a receber R$300
Quem recebia R$1.200 passa a receber R$600
Quem recebia R$1.800 passa a receber R$600

Voltar ao Topo