Notícias

A ANH aprovou a cessão da participação de 50% da Ecopetrol para a Shell

A ANH aprovou a entrada da Shell EP Offshore Ventures Limited, filial colombiana como sócia operacional de três contratos de Exploração e Produção de Hidrocarbonetos em águas profundas do Caribe colombiano, por meio da cessão de 50% de participação em cada um dos esses contratos, de propriedade exclusiva da estatal colombiana Ecopetrol SA

Esses contratos são Col-5, Purple Angel e Fuerte Sur, nos quais a Shell contribuirá com seu conhecimento e experiência para enfrentar os desafios técnicos apresentados pela operação marítima, representando uma grande oportunidade para a Colômbia desenvolver seu potencial energético de forma segura e eficiente caminho.

Complementações 

Este acordo, que é o resultado da revisão do Governo Nacional do Marco Regulatório para Projetos Offshore, representa novas oportunidades para a reativação sustentável da Colômbia e para a segurança energética, dado o potencial do gás, considerado o combustível da transição energética, pois reduz em 40% as emissões de carbono e 96% de material particulado. Além disso, o gás natural é um serviço essencial na vida dos colombianos: 8 em cada 10 famílias o utilizam diariamente, disse o ministro de Minas e Energia, Diego Mesa. Acrescentou que o desenvolvimento desses reservatórios permitirá impulsionar a região do Caribe como pólo de bens e serviços petrolíferos, gerar empregos locais e contribuir para a economia de suas cidades costeiras.

A ANH desenvolveu estudos que indicam a importante presença de um sistema petrolífero no Mar do Caribe. É uma ótima notícia para o país que esses dois importantes players, Ecopetrol e Shell, estejam aplicando todo o seu conhecimento e tecnologia no desenvolvimento dessa fronteira bacias. Afirmou Armando Zamora Reyes, Presidente da ANH.

Estamos muito entusiasmados com essas aprovações: elas representam muito para a Shell na Colômbia e em nosso caminho para continuar trabalhando pela segurança energética e a transição para energias de baixa emissão de carbono. Disse Ana Duque, Presidente da Shell na Colômbia.

Sobre a Shell

Shell EP Offshore Ventures Limited, uma subsidiária da Royal Dutch Shell Plc, uma empresa petrolífera integrada, classificou-se em sétimo lugar na última publicação de “The Energy Intelligence Top 100: Ranking World Top Oil Companies”. Esta empresa possui grande experiência e tecnologia de ponta com eficácia comprovada em águas profundas nos Estados Unidos Golfo do México, Brasil e México, entre outras partes do mundo.

Sobre o Novo Regulamento Offshore

Em 8 de outubro de 2020, o Ministério de Minas e Energia emitiu o novo regulamento para Offshore, que garante a aplicação das melhores práticas e padrões internacionais durante a perfuração, intervenção e produção de hidrocarbonetos, tendo em consideração os aspectos técnicos, operacionais, de segurança de processo e ambientais. O novo regulamento reforça as exigências na fase de exploração e produção.

Os novos recursos podem aumentar as reservas de gás e petróleo que atualmente atingem 8,1 e 6,3 anos, respectivamente.

Voltar ao Topo