Benefícios

5,4 milhões de inscritos no Bolsa Família não recebem auxílio

Bolsa família

Em mais um pente fino realizado pelo Governo federal entre os beneficiários do auxílio emergencial. Na última semana, a Caixa Econômica passou a realizar o pagamento da sexta parcela do projeto para os inscritos no Bolsa Família. Na nova folha orçamentária, 5,4 milhões de cadastros ficaram de fora.

A concessão do auxílio emergencial tem sido a principal fonte de renda de milhares de brasileiros. Com a pandemia do novo coronavírus, a população em situação de vulnerabilidade ficou impossibilitada de exercer suas atividades rentáveis, fazendo com que os indicativos de pobreza e extrema pobreza voltassem a crescer.

Segurados do Bolsa Família são desligados

Durante essa sexta rodada, o governo federal suspendeu o cadastro de mais de 5,4 milhões de pessoas, todas vinculadas ao BF. Não foram apresentadas justificativas até então, só se afirmou que este grupo deixou de ser elegível mediante as regras de concessão que consolidam o auxílio.

De acordo com as medidas determinadas pelo governo, o pagamento integrado dos projetos só é liberado para os brasileiros nas seguintes situações:

  • ter recebido o auxílio emergencial em 2021
  • ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família
  • ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300)
  • ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 550)

Até o mês de setembro haviam 9,45 milhões segurados do Bolsa Família com acesso a complementação de renda do auxílio emergencial.

O número foi reduzido em torno de 50%, com previsão de mais um novo corte na última rodada que será liberada em outubro.

Consulta no auxílio emergencial

Para quem ainda não foi convocado ao recebimento e desejar fazer a consulta se ainda permanece no auxílio, é possível pela internet. O segurado deve acessar o portal da Dataprev e informar seu número do CPF, nome completo e data de nascimento.

Basta confirmar os dados e aguardar a busca na base do governo. Quem estiver dentro da folha de pagamento receberá um informativo com a data do depósito. Para o cidadão cancelado não haverá um período de contestação.

Sexta parcela do auxílio emergencial 2021: calendário de pagamento para beneficiários do Bolsa Família

  • NIS com final 1: 17 de setembro
  • NIS com final 2: 20 de setembro
  • NIS com final 3: 21 de setembro
  • NIS com final 4: 22 de setembro
  • NIS com final 5: 23 de setembro
  • NIS com final 6: 24 de setembro
  • NIS com final 7: 27 de setembro
  • NIS com final 8: 28 de setembro
  • NIS com final 9: 29 de setembro
  • NIS com final 0: 30 de setembro
Voltar ao Topo