Benefícios

2021, ano das mudanças para a Bolsa Família?

Há diversos problemas que envolvem o Novo Bolsa Família, desde o nome que tem uma popularidade negativa. A saber, que estava para ser mudado entre Renda Brasil e Renda Cidadã, porém nenhum dos nomes foi escolhido ainda.

Há ainda o fator que envolve formas de custear o programa repaginado, sendo que pensaram desde desativar alguns programas sociais já existentes até legalizar jogos de azar como cassinos em áreas de lazer. Dessa forma, envolvendo altos custos de impostos pelas permissões, disponibilizando nesta proposta jogos como: bingos, caça-níqueis e jogo do bicho. Em resumo, mesmo depois de muita discussão e ponderação nada foi decidido ainda.

Como a Bolsa Família funciona atualmente

O projeto Bolsa Família tem como objetivo promover a luta do Brasil contra a pobreza e a desigualdade. Criado em outubro de 2003 e tem três bases principais:

Auxílio de Renda onde as famílias atendidas por este programa recebem mensalidades em dinheiro. Por conseguinte, que são repassadas diretamente pelo governo federal. Este eixo garante a redução mais direta da pobreza.

Acesso aos direitos em que as famílias devem cumprir algumas condições que visam melhorar o acesso à educação, saúde e assistência social. Com mais oportunidades de inclusão social, esse eixo oferece condições para que as gerações futuras quebrem o ciclo da pobreza.

Bolsa Família é capaz de integrar e explicar diversas políticas sociais que estimulam o desenvolvimento familiar e ajudam a superar sua fragilidade e pobreza.

Primeiramente, o gerenciamento da Bolsa Família não tem apenas um órgão público específico que o administre, ou seja, a União e os estados, distritos federais e municípios têm titularidade no processo de implantação. A saber, na esfera federal, o Ministério da Cidadania é o responsável pelo plano e a Caixa Econômica Federal é o agente que efetua os pagamentos.

Como o programa funciona atualmente

O Programa Bolsa Família atende às famílias que vivem em condição de pobreza e de extrema pobreza, sendo utilizado um limite de renda para definir esses dois estágios. Assim, podem participar do Programa:

Todas as famílias com renda mensal de até R$ 89,00 por pessoa;
Famílias com renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178,00 por pessoa, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

Mudanças que podem acontecer ainda em 2020

Mesmo que a decisão de mudança não tenha sido feita ainda, a forma de pagamento pode ser alterada ainda esse ano. Por conseguinte, colocando à disposição um aplicativo para facilitar o gerenciamento de recebimento, como no auxílio emergencial e outros benefícios gerenciados pela CAIXA.

Ademais, o que quer dizer que talvez o cartão amarelo venha a ser desativado se essa medida for aprovada. Todavia, ainda que algumas pessoas discordem, o pagamento via conta digital poderá facilitar o pagamento de contas e compras.

Quem usufrui da Bolsa Família atual será afetado?

O objetivo não é prejudicar nenhuma das famílias que já está participando do programa e sim aumentar a quantidade de famílias que participarão do novo Bolsa Família. Por conseguinte, abarcando ainda mais pessoas e as ajudando a sair das condições difíceis que muitas delas vivem, dando assim condições mais dignas para aqueles que recebem.

Estima-se que com o novo programa abrangerá mais 2 milhões de famílias, ou seja, o objetivo é alcançar 15,2 milhões de famílias, que foram afetadas principalmente depois da pandemia.

Primeiras mudanças em 2021

Uma das primeiras coisas que o governo pretende mudar é a quantidade de famílias que o programa novo vai abranger. Com isso está a intenção de expandir os investimentos nessa área e também o valor do pagamento que atualmente fica em torno de R$190,00 por família. Mas que pretendem aumentar para algo na casa de R$200,00.

E pensando que eles estão pensando em aumentar o número de famílias, o investimento terá que ser ainda maior. A saber, atualmente são investidos cerca de R$ 29,4 bilhões de reais, mas para ampliar as dimensões do projeto é necessário também aumentar o investimento feito, que será de pelo menos R$ 34,8 bilhões de reais.

Propostas que estão sendo estudadas para serem incluídas no novo programa 

Algumas das propostas que estão sendo estudadas têm intenção de dar algumas bonificações e alguns benefícios, tais com:

O valor do auxílio-creche mensal para cada criança seria de R$ 52,oo;
O bônus anual para o melhor aluno de R$ 200,00;
Uma bolsa mensal de R$ 100,00, mais um prêmio anual de estudante científico e técnico de destaque de R$ 1.000,00;
Uma bolsa mensal de R$ 100,00, além disso, para alunos que se destacarem nas atividades esportivas, serão concedidos R$ 1.000,00 a cada ano.

E é claro que a preocupação quanto de onde virá o dinheiro é extremamente relevante. Pois, apesar de a iniciativa de bonificação pelos bons estudantes ser muito interessante, haverá um investimento de grande porte para esse porte de projeto e além de tudo o departamento que ficar responsável por isso terá um trabalho imenso pela frente, em vista da quantidade de estudantes que vivem no Brasil.

Voltar ao Topo