Notícias

10 marinheiros sequestrados no navio de carga em outro ataque no Golfo da Guiné

Dez marinheiros foram sequestrados ontem do navio de carga geral Milan enquanto navegava a cerca de 14 milhas náuticas do Terminal Offshore de Pennington, na Nigéria.

O navio estava em trânsito de Escravos para Douala, Camarões, de acordo com a empresa de segurança marítima do Reino Unido Dryad Global.

“AIS indica que o navio estava em trânsito para o sul quando ela parou na noite do 25 º . A hora exata do ataque permanece incerta ”, disse Dryad.

O último incidente elevou o número total de marinheiros sequestrados para 128 em 24 incidentes no Golfo da Guiné em 2020.

Este é o   incidente de embarque, excluindo Lagos, nas águas territoriais da Nigéria em 2020.

Dryad disse que as tendências regionais recentes mostraram um aumento nos incidentes de embarque além da zona econômica exclusiva da Nigéria, com os PAGs da Nigéria buscando operar além do coração tradicional da ZEE nigeriana.

Conforme a Offshore Energy – Green Marine relatou na semana passada, três pessoas foram sequestradas do navio Stelios K, de bandeira do Togo, que havia sido abordado em 17 de novembro por um grupo de piratas enquanto a caminho de Lagos.

Logo após o ataque, as autoridades locais conseguiram entrar em contato com os sequestradores e iniciaram as negociações para a liberação do navio e da tripulação. Detalhes das negociações permanecem não revelados.

No entanto, as negociações parecem ter fracassado porque os piratas escaparam e deixaram o navio a cerca de 180/75 milhas náuticas de Lagos, Nigéria. 

Nas últimas duas semanas, mais dois incidentes de sequestro foram relatados, incluindo cinco marinheiros sendo levados do navio de carga Am Delta e 14 tripulantes sequestrados do navio de carga pesada Zhen Hua 7.

Voltar ao Topo